pre parto, gravidez, pos parto

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mamã tranquila

Vamos falar de preparação para o parto, parto, recém-nascido e todo o tipo de assuntos relacionados com este tema...

mamã tranquila

Vamos falar de preparação para o parto, parto, recém-nascido e todo o tipo de assuntos relacionados com este tema...

Aromaterapia, Musicoterapia e Cromoterapia durante o trabalho de parto


Mamã Tranquila

25.04.18

Aromaterapia

lavanda.JPG

  

As massagens com óleos essenciais durante o parto são conhecidas há muitos séculos e há uma série destes óleos que poderão ser vantajosos durante o trabalho de parto, uma vez que intensificam as contrações ao mesmo tempo em que têm um efeito analgésico e relaxante.

Antes de começarmos, algumas dicas práticas para você não errar na hora de escolher seus óleos essenciais:


1) Nunca aplique óleos essenciais puros sobre a pele. Eles sempre devem ser previamente diluídos em uma boa base, como um óleo de amêndoas de qualidade (puro e sem perfume).


2) Lembrem-se de procurar óleos essenciais 100% puros extraídos das plantas (cuidado com essências sintéticas, que são meros perfumes e não possuem nenhum efeito terapêutico.

Os dois óleos que parecem mais eficazes durante o parto são os de Jasmim e Lavanda. Eles são bem testados e conhecidos como verdadeiramente úteis. Oferecem vantagens ligeiramente diferentes, embora algumas de suas propriedades coincidam. Apesar de serem ambos analgésicos, o de Jasmim é um pouco mais eficaz para intensificar as contrações, encurtando, assim, o trabalho de parto. Algumas pessoas consideram seu odor intenso um pouco enjoativo durante o parto.


O aroma puro e fresco do óleo de Lavanda talvez seja mais aceitável, e pode ser usado de várias outras maneiras além da massagem. Durante o trabalho de parto, o óleo de Lavanda abrandará a dor e seu efeito calmante terá uma ação valiosa para o relaxamento emocional da parturiente. A Lavanda vem trazer equilíbrio e conforto para o ambiente de parto, diminuindo a ansiedade e apaziguando as emoções.


Compressas também podem ser úteis para o alívio das dores e aceleração do trabalho, já que ajudam os óleos essenciais a penetrarem mais rapidamente.


Outras sugestões:

Hortelã Pimenta – uma gota ou duas desse maravilhoso óleo, em um tecido para inalar entre as contrações mantém a gestante em trabalho de parto refrescada.

Jasmin  – O óleo sábio – se você deseja incentivar e promover as contrações, este óleo pode ser usado ​​no difusor, por um período curto.

Rosa e Olíbano – usados também durante as contrações, estes óleos promover  relaxamento nos intervalos entre as contrações.

 


MUSICOTERAPIA

musicoterapia.JPG

 

 

Esta técnica, ajuda as grávidas a criar vínculos com o feto a partir da 25ª semana de gestação, quando o bebê consegue identificar vozes e sentir a vibração dos sons. Isto porque, para alguns especialistas, a música potencializa o desenvolvimento físico e emocional e intelectual da criança, favorecendo as ligações afetivas.

Durante a gestação, a mãe é aconselhada a escolher uma música que tenha como objetivo relaxar o bebê. A ideia é que ele associe a canção a boas sensações, como tranquilidade e segurança, vivenciadas no útero.

 

No parto, essa mesma música é tocada para que, ao nascer, a criança possa minimizar o que muitos psicólogos definem como um dos maiores traumas da vida. Ouvindo a música que o remete às boas vivências uterinas, o bebê se sentirá protegido e acolhido na transição do útero para a vida externa a ele.

 

Nos primeiros meses de vida, quando o bebê estiver com cólicas ou muito agitado, a mãe pode usar a mesma música para acalmá-lo.

As experiências, indicam  que bebês submetidos à Musicoterapia acabam por se adaptar melhor à amamentação, dormindo mais e chorando menos.

As mães estimuladas pela música durante a gravidez estarão mais descontraídas e seguras durante o trabalho do parto, com níveis de ansiedade menores, além de ganharem maior autocontrole sobre a dor e mais consciência sobre as sensações físicas.

 

No entanto, é necessário ponderar a escolha da música, particularmente para que essa terapia alcance o efeito esperado no bebê. A vibração dos sons tem relação direta com o lado emocional da criança. As pesquisas destetaram que as canções clássicas, especialmente as de Mozart, são as que melhor integram os dois hemisférios cerebrais (esquerdo e direito).

 

CROMOTERAPIA

cromoterapia.jpg

 

 

É uma técnica  por meio das cores. Sabe-se, que mesmo as cores das roupas influenciam o organismo. Isto realça a importância da seleção da cor das roupas a serem usadas, das cores das paredes da casa.

Já observaram como as cores verde e azul são muito presentes em hospitais?

O azul é relaxante, baixa a pressão arterial, tem função analgésica e o verde de natureza tônica, exerce influência no bom desempenho do coração e circulação do sangue. Reduz as tensões dos vasos sanguíneos e regula a pressão arterial.
É um calmante do sistema nervoso, principalmente do simpático. Por agir como sedativo desse sistema, ajuda nos casos de irritação, insônia e esgotamento.


Significados e benefícios da Cromoterapia no parto:

-Vermelho: É uma cor poderosa e deve haver precauções no seu uso, pois em excesso pode provocar nervosismo e ansiedade. Pode despertar a sexualidade e erotismo.. Não utilizar durante a gestação. Indicado no trabalho de parto para estimular as contrações.

-Laranja: É uma cor alegre e antidepressiva.. Influencia o processo de tomar decisões. Também indicada para o trabalho de parto.

-Verde: É uma cor associada à natureza, tranquilidade, revigorante, equilíbrio e saúde. Cor da cura e equilíbrio. Utilizada em qualquer área de dor no corpo. Muito indicada no trabalho de parto para acalmar sem desacelerar o processo, pois apesar de tranquilizar a mente, o verde é uma cor revigorante, que contribui para a mulher ter a força necessária para parir.

-Azul: É uma cor relaxante, que traz paz, serenidade e promove a meditação. No trabalho de parto essa cor acalma e auxilia na vocalização durante as contrações, porém, por ser uma cor calmante, pode desacelerar o trabalho de parto. Usar com cautela.

-Índigo: É uma cor que simboliza a intuição e a compreensão. No trabalho de parto essa cor auxilia na aceitação e entendimento do processo, contribuindo para um estado meditativo, facilitando o trabalho do corpo sem a influência da mente tentando controlar.

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D