pre parto, gravidez, pos parto

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

mamã tranquila

Vamos falar de preparação para o parto, parto, recém-nascido e todo o tipo de assuntos relacionados com este tema...

mamã tranquila

Vamos falar de preparação para o parto, parto, recém-nascido e todo o tipo de assuntos relacionados com este tema...

Recém Nascido - Crosta Lactea


Mamã Tranquila

02.10.18

cl.jpg

 

 

 

 

 

Remedios-Caseiros-Para-Crosta-Lactea (1).jpg

 

 

 

 

O QUE É A CROSTA LÁCTEA?

A crosta láctea, ou dermatite seborreica da infância, é uma dermatose de carácter reativo, com propensão para a resolução espontânea. Normalmente tem início na 3ª ou 4ª semana de vida, podendo aparecer antes, normalmente surge no couro cabeludo, face, axilas e área da fralda, podendo também afetar outras regiões, como o tórax e o pescoço.

Caracteriza-se particularmente pela presença de escamas espessas amareladas e gordurosas, que aderem aos cabelos, formando uma espécie de crosta. Geralmente tem um excelente prognóstico, mas pode estender-se durante semanas ou mesmo meses.

CAUSAS DA CROSTA LÁCTEA

A causa parece ainda não estar totalmente clarificada. De maneira simples, podemos dizer que a crosta láctea se deve a uma produção excessiva de sebo, numa altura em que a pele do bebé ainda é muito sensível.

 Porém, vários fatores têm sido indicados como possíveis causadores da crosta láctea:

  • aumento da atividade das glândulas sebáceas por influência hormonal materna;
  • fatores nutricionais.

 SINTOMAS

  • Escamas de pele – brancas e descamadas, ou amareladas, oleosas e aderentes;
  • lesões na pele;
  • placas que cobrem uma grande área de pele;
  • pele oleosa;
  • comichão na pele;
  • vermelhidão leve.

TRATAMENTO PARA A CROSTA LÁCTEA?

 

Extremamente importante clarificar que a crosta láctea não tem qualquer relação com falta de higiene, e por isso não vale a pena lavar mais vezes a cabeça do bebé.

Sendo totalmente benigna, é inestética, tornando-se importante remover as escamas e crostas, inibir a colonização e infeção das lesões, bem como diminuir o vermelhão.

É sempre bom lembrar aos pais que a saúde do bebé não está em risco.

O tratamento consta na remoção das crostas. Quando a descamação e o eritema são leves, a lavagem frequente com champô suave por vezes é o suficiente para solucionar a maioria das situações.

 Por outro lado, se as escamas forem espessas e aderentes, pode ser aplicado, com uma massagem suave, óleo de amêndoas doces ou vaselina líquida, antes do banho, removendo as crostas sem forçar.

Existem champôs anti seborreicos úteis para quando a inflamação ou descamação é mais intensa ou quando esta não melhora apesar das medidas referidas anteriormente. O tratamento mais adequado deve ser sempre prescrito por um médico.

Contudo, existem medidas importantes:

  • as escamas nunca devem ser removidas com a ponta da unha;
  • apliquem um óleo emoliente (por ex: óleo de amêndoas doces) antes do banho do bebé para amolecer a crosta e lavem com cuidado as zonas afetadas;
  • escovem o cabelo com uma escova de pelos macios;
  • se a crosta láctea for persistente, utilizem o óleo à noite e retirem-no pela manhã no banho do bebé;
  • sempre que iniciarem um tratamento cosmético, devem esperar pelo menos duas semanas para ver os resultados;
  • sequem muito bem a pele do bebé sempre que toma banho;
  • evitem vestir em excesso o bebé e vista roupas que deixem a pele respirar;

Alguns produtos no nosso mercado, que podem ajudar a melhorar, no entanto não se esqueçam de conversar com o vosso médico ou enfermeira.

 

20770153413396.jpg.750x750_q85_crop-scale.jpg

765 (1).png

765.png

 

cnp_6936575.png

mustela-cuidado-crosta-láctea-40-ml.jpg

ducray.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D